TOP 5 tipos de pedras naturais que você precisa conhecer

Veja quais são os tipos de revestimento mais comuns que estão disponíveis no mercado e escolha o melhor para a sua casa! Confira.
5 tipos de revestimento para sua casa!
20 de março de 2019
Confira algumas das vantagens de utilizar o revestimento cimentício no seu projeto. Leia este texto e saiba mais sobre o assunto!
Já ouviu falar no revestimento cimentício? Veja por que usar
10 de abril de 2019
Reunimos 5 dos principais tipos de pedras naturais utilizados na construção e suas indicações de uso. Confira e acerte na escolha!

As pedras são materiais naturais e resistentes que conferem um charme a mais a qualquer projeto de arquitetura. Cada rocha tem uma característica diferente e é mais indicada para uma área específica da construção. No entanto, embora elas apresentem suas particularidades, é possível utilizá-las em uma grande variedade de etapas de obras e revestimentos.

Vale alertar para o fato de que usar as peças de maneira inadequada pode ocasionar o desgaste prematuro e danos às vezes irreparáveis. Por esse motivo, reunimos 5 dos principais tipos de pedras naturais utilizados na construção e suas indicações de uso. Quer saber mais? Continue lendo!

1. Mármore

O mármore é um dos tipos de pedras naturais mais procurados. Trata-se de uma rocha vulcânica de origem calcária, exposta a altas temperaturas e pressão moderada, sendo muito indicado para pisos, escadas residenciais, peitoris, pias e acabamentos internos.

Existem várias cores de mármore, como o rosado, o bege, branco e negro, e pode ainda receber diversos acabamentos. Contudo, evite aplicá-lo na cozinha, piso do box e áreas externas, pois, por ser poroso, a peça tende a absorver a sujeira e manchar com facilidade.

2. Granito

Trata-se de um tipo de pedra de origem magmática de grão fino, médio ou grosso, composta por quartzo, mica e feldspato, assim como outros minerais acessórios. É muito utilizado na construção civil, especialmente em bancadas, revestimentos para fachadas, pisos e escadas.

O granito recebe diversos tipos de acabamento, podendo ser polido, bruto ou jateado, para citar apenas alguns casos. As placas podem ter diversos tamanhos, e o cinza tende a ser menos resistente que as demais categorias. A dica é evitar usar a peça polida em escadas ou pisos que podem molhar, pois escorregam e podem causar acidentes.

3. Pedra de São Tomé

É uma pedra muito utilizada como revestimento tanto de piso quanto de paredes, especialmente em ambientes externos e de lazer. Sua cor é clara, variando entre amarelo, branco, cinza e esverdeado.

As pedras podem ser encontradas em corte manual, com bordas mais irregulares ou serradas, escolha que proporciona um contorno mais regular. Podem ser encontradas, ainda, como cacão, que consiste em um pedaço grande e rústico, ou então em lascas menores, filetes e rodapés. Entretanto, sua versatilidade permite diversos tipos de corte e polimento.

4. Ardósia

É um tipo de rocha metamórfica compacta, com granulação fina e cor cinza proveniente da transformação da argila sob pressão. Sua principal característica é ser constituída em camadas que podem se dividir em folhas finas.

A ardósia é muito usada para revestir pisos, paredes e telhados, servindo tanto em ambientes internos quanto externos, especialmente por trazer um custo mais barato. No entanto, devido à característica de ser constituída em camadas, ela costuma soltar lascas quando é aplicada em ambientes com muita movimentação de pessoas.

5. Pedra brita

A pedra brita ou britada é um composto artificial proveniente de fragmentos de rochas como o basalto, o granito e o calcário. Consiste em um material muito usado na fabricação do concreto, em calçadas, rodovias, fundações e outras estruturas, por exemplo.

Existem vários tipos de pedras naturais que podem ser usadas na sua construção. Entretanto, é possível contar com as peças artificiais que são bastante semelhantes às originais. Geralmente, são compostas pela rocha natural e agentes aglutinantes, como a resina. Por isso, elas costumam ter preços menores e duram mais, podendo ser uma ótima escolha para ambientes com grande circulação de pessoas, por exemplo.

Na hora de escolher a pedra ideal para a sua obra, não deixe de considerar o estilo, o preço e a aplicação que ela terá. E, para continuar aprendendo sobre o assunto, continue com a gente e descubra qual a melhor opção para o piso da sua cozinha!

Ekológika
Ekológika
Ambiente de um jeito único

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whatsapp