Como fazer a instalação de piso vinílico corretamente?

A cozinha com ilha traz mais praticidade, funcionalidade e charme à sua casa. Confira as nossas dicas e comece a planejar a sua.
Veja estas dicas de decoração de cozinha com ilha para se inspirar
14 de agosto de 2019
Quer montar um bar em casa mas não sabe como isso é possível? Então, acompanhe a leitura e confira as dicas que separamos para você!
Como montar um bar em casa? Confira essas 3 dicas essenciais!
28 de agosto de 2019
Medir os ambientes, preparar o contrapiso e fazer a colagem das peças. Acompanhe o post e veja como é fácil realizar a instalação de piso vinílico!

Práticos, resistentes e muito aconchegantes são algumas das características que fazem dos pisos vinílicos uma ótima escolha para os acabamentos da casa. Porém, para garantir o melhor resultado, é essencial contar com bons fornecedores e mão de obra especializada.

Fazer a instalação de piso vinílico não é difícil, mas alguns cuidados devem ser considerados. O contrapiso, por exemplo, precisa estar muito bem nivelado para que o acabamento fique perfeito. Acertar na medição e no alinhamento também são cuidados fundamentais.

Neste post, explicamos o passo a passo da instalação para facilitar a tarefa, além de listar as principais aplicações e vantagens do piso vinílico. Vamos lá!

Aplicações de piso vinílico

Os pisos vinílicos têm excelente aceitação no mercado, principalmente por sua praticidade e versatilidade. São muito utilizados tanto em projetos residenciais quanto em estabelecimentos comerciais. Escolas e centros hospitalares também se beneficiam dessa escolha. Por serem fabricados com matéria-prima 100% reciclável, é uma opção de piso ecologicamente correta — que não causa impactos negativos ao meio ambiente — sendo, portanto, a escolha ideal para projetos que priorizam instalações sustentáveis.

Ele sai na frente também no quesito custo-benefício, quando comparado a outros pisos quentes como o laminado e, sobretudo, a madeira. Inclusive, alguns modelos podem ser até mais caros do que os pisos laminados, porém, certamente serão mais baratos do que a madeira.

De qualquer modo, em se tratando de um tipo de piso resistente, que não mancha nem risca com facilidade, vale a pena investir nos vinílicos. Além disso, eles são opções seguras, confortáveis e hipoalergênicas, o que é ideal para quem tem crianças ou idosos em casa.

Vantagens do piso vinílico

Veja as principais vantagens de escolher esse tipo de piso para sua casa.

Resistência

A durabilidade é uma das principais vantagens desse tipo de piso. Ele não deforma com facilidade e tem ótima resistência a manchas, abrasões e cupins. Na hora da escolha, certifique-se de que está comprando o modelo adequado ao fluxo de circulação no ambiente em questão: leve, moderado ou intenso.

Praticidade

Além de serem muito fáceis de limpar, os pisos vinílicos são produzidos com material antialérgico, o que evita acúmulo de fungos e bactérias. Para a limpeza do dia a dia, basta varrê-lo com uma vassoura macia e passar um pano úmido com um pouquinho de detergente neutro.

Segurança

Outro benefício dos pisos vinílicos é que eles são opções muito seguras, com propriedades antiderrapantes que evitam quedas e escorregões. Além da boa absorção de impactos, eles apresentam ótimo conforto termoacústico, mantendo-se em temperatura agradável e sem propagar ruídos.

Versatilidade

Ok, um piso precisa ser funcional antes de tudo. Mas concordamos que não dá para abrir mão da estética do acabamento. Nesse sentido, os vinílicos continuam sendo uma excelente escolha, pois são versáteis e combinam com qualquer estilo de decoração. No mercado especializado, você encontra modelos em diversas cores e padrões para harmonizar direitinho com seu décor.

Instalação de piso vinílico

Vamos agora ao passo a passo básico para fazer a instalação dos pisos vinílicos de um jeito prático, rápido e correto.

Tire as medidas

É fundamental medir corretamente os locais onde os pisos serão instalados. Isso evita pecar pela falta ou excesso na hora de comprar as peças. Na verdade, é até recomendado comprar um pouco a mais de piso para o caso de acontecer algum imprevisto — mas não é para exagerar, ok?

Ter peças reservas é válido na hora de fazer a manutenção do acabamento, pois poderá ser necessário trocar algum piso que tenha se quebrado por acidente. Como não é garantido que a loja terá exatamente a mesma peça em estoque, é interessante se prevenir.

Deixe o espaço livre

Todos os ambientes internos da casa podem receber o piso vinílico, exceto as áreas úmidas. Para fazer uma instalação correta, é preciso preparar o local, removendo todos os móveis e eletrodomésticos para deixar livre a circulação. Não se esqueça de retirar também os rodapés e, caso fique algum item indispensável ao cômodo, cubra-o com lonas ou mantas para não pegar a poeira da reforma.

Prepare a base da instalação

Chegamos à hora da instalação em si. Nesse momento, existem basicamente duas situações. A primeira delas é no caso de um imóvel novo, sem piso, que será revestido com os vinílicos. A segunda situação é quando você está planejando uma reforma e deseja substituir os pisos antigos pelos vinílicos.

Nos imóveis novos basta preparar caprichosamente a base (contrapiso) para receber as peças, deixando-a seca, limpa e firme. Cuide também para que o nivelamento esteja perfeito. Já na hipótese de troca do piso, você terá que remover o assoalho antigo e, então, preparar a base para receber o piso novo.

É importante retirar todos os resquícios de material que tenha sobrado do revestimento anterior, como pregos e grampos, lembrando que os pisos vinílicos poderão ser instalados sobre qualquer tipo de piso, exceto carpete e madeira.

Faça a colagem das peças

A colagem das peças vai depender do tipo de piso vinílico que você escolheu. Existem quatro modelos principais:

  • vinílico com réguas flexíveis que se encaixam sem precisar de cola;
  • vinílico com réguas flexíveis que são coladas;
  • vinílico em placa para ambientes menores;
  • vinílico em manta para espaços maiores.

Nos casos em que não precisa de cola, as peças devem ser encaixadas pelo sistema de click, de forma harmoniosa e padronizada. Já para instalar piso vinílico em placas e mantas é preciso utilizar cola específica e prendê-los diretamente no contrapiso — existem ainda opções autocolantes.

Cuide do acabamento

Feita a instalação de piso vinílico, você pode utilizar um pano seco por toda a extensão da superfície, pressionando levemente as peças para garantir a melhor fixação. Quanto aos rodapés, espere algumas horas antes de colocá-los. Confira também as instruções do fabricante para ter certeza de que está fazendo o serviço de forma correta.

Uma última dica é quanto à padronização do piso. Para que o assentamento fique harmonioso, faça uma análise prévia do desenho que você quer para os pisos e, então, capriche na colocação da primeira fileira para que as demais sigam o mesmo padrão. Dessa forma, sua instalação de piso vinílico ficará perfeita!

Gostou do conteúdo? Siga nossas redes sociais e fique por dentro de mais dicas como estas — estamos no Facebook e Instagram!

Ekológika
Ekológika
Ambiente de um jeito único

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whatsapp